SCHNEIDER MOTOBOMBAS

Sistema de pressurização Schneider Série SP

O sistema de pressurização SP é Sistema com controlador eletrônico de pressão, ideal para residências.

 

Aplicações gerais

 

• Pressurizacão de rede hidráulica em residências

 

Detalhes Técnicos do Produto Padrão

 

  • Modelo SP-12 C: motor IP-21 com flange incorporada, proteção térmica e capacitor permanente, 2 polos, 60 Hz

  • Modelos SP-15 C e SP-22 C: motor IP-00 com capa de proteção, proteção térmica e capacitor permanente, 2 polos, 60 Hz

  • Voltagem única: 127 V ou 220 V

  • Controlador eletrônico de pressão IP-65, corrente máxima 10 A, pressão máxima de trabalho 100 m c.a., entrada e saída: 1” x 1”

  • Equipamento com válvula de retenção incorporada

Importante

 

  • Nas instalações onde o sistema opera com sucção negativa, é obrigatório o uso de válvula de pé.

  • A coluna de água entre a motobomba e o ponto mais alto de consumo deve ser no máximo de 12 metros para a SP-12 C, 15 metros para a SP-15 C e 22 metros para a SP-22 C. Caso a altura exceda esses limites, o controlador eletrônico de pressão não poderá ser instalado diretamente na saída da motobomba. Nesses casos, o controlador deverá ser instalado a uma altura superior a da motobomba, de modo a respeitar as condições acima citadas.

  • O controlador eletrônico de pressão é regulado pelo fabricante para ligar a motobomba quando a pressão atingir 12 m c.a. para o modelo SP-12 C, 15 m c.a. para o modelo SP-15 C e 22 m c.a. para o modelo SP-22 C. Para que o sistema opere adequadamente, a pressão máxima da motobomba (shut off) deve ser de, pelo menos, 7 m c.a. acima da pressão regulada de acionamento do equipamento.

  • Temperatura máxima do líquido bombeado: 55°C.

Screenshot_2019-04-09_Screenshot_2019-01
Screenshot_2019-04-09_Screenshot_2019-01

© 2016 por RR Motores e Bombas. CNPJ: 11.138.346/0001-77

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • LinkedIn
  • YouTube